Início

Cada cidade é uma paisagem onde se aliam elementos naturais e culturais. As árvores, através de sua diversidade de formas, cores e aromas, identificam os locais, qualificam os espaços, constituindo importante contribuição à paisagem urbana. A escolha das espécies a serem utilizadas na arborização pública está condicionada por muitos fatores, entre os quais interessa citar o porte das edificações e o desempenho paisagístico e ambiental que se deseja obter, e, portanto, muito ligada às características do clima e da cultura local.
Qualquer transformação da paisagem em um cenário urbano passa por modificações dos elementos naturais (solo, clima, ar, água, flora e fauna), e a introdução de um sistema cultural, traduzido pela ocupação dos espaços, implantação e crescimento da população, infraestrutura e serviços pode criar áreas pouco harmoniosas com a natureza. Nesse contexto, no qual fatores muitas vezes negativos se somam, a arborização das praças e vias públicas assume importância, sendo considerada um dos elementos de qualidade de vida.
Na intenção de aproximação da coletividade com o meio em que vive e para também ativar um olhar de apreensão para as possíveis problemáticas geradas pela interferência humana nos elementos naturais foi criado VERDES URBANOS Identificação digital na praça.
Nesse espaço digital consta a identificação das espécies exóticas e nativas encontradas entre os exemplares arbóreos e arbustivos da praça Antônio Satte Alam em Pedro Osório, RS, no ano de 2017.
O desenvolvimento dessa atividade com alunos do Colégio Estadual Getúlio Vargas visa, além do conhecimento botânico, agregar valores de identidade, patrimônio e conscientização da preservação da praça e do meio ambiente.

Anúncios